Saltar os Menus

Fernão Lopes, Guardador das Escrituras do Tombo

A Torre do Tombo assinala a passagem dos 600 anos sobre a nomeação, em 1418, de Fernão Lopes como Guardador das Escrituras do Tombo. 

 

Ignora-se a data exacta em que Fernão Lopes terá sido nomeado “Guardador das Escrituras que estom na Torre do Castello de Lisboa”, mas sabe-se que exerceu o cargo entre 1418 e 1454 data da carta pela qual, por ser já “tam velho e fraco”, foi, “a seu prazimento”, substituído das escrituras do Tombo por Gomes Eanes de Zurara.

Sabemos que o serviço de maior importância nos primórdios da existência do Real Arquivo da Torre do Tombo, então situado no castelo de S. Jorge, e até ao século XVIII, era o da passagem de certidões de autenticação de documentos.
Após requerimento das partes dirigido ao rei, este mandava ao guarda-mor que reunisse as escrituras pedidas e as mandasse passar em certidão. O traslado em pública-forma, que vinha inserto em carta régia e com menção do requerimento, era assinado pelo guarda-mor e selado.
São várias as designações que surgem nas certidões relativamente ao cargo que desempenhava: “Vassalo d’El Rey” e “Guardador das Escrituras do Tombo”, “Guarda das Escrituras do Registo d’El Rey” ou “Guardador das Escrituras que estom na Torre do Castello de Lisboa”.

De Fernão Lopes sabe-se que, em 1419, exerceu funções como escrivão dos livros de D. João I e, em 1422, surgiu como escrivão da puridade do Infante D. Fernando. Por este tempo, teria sido nomeado tabelião geral do reino, cargo para o qual estava especialmente habilitado por ser guarda-mor das escrituras. Foi igualmente cavaleiro da Casa do Infante D. Henrique e secretário de D. Duarte quando infante, o qual, depois de rei, o nomearia “Chronista Mór do Reino”.

Para além do valor historiográfico, a narrativa de Fernão Lopes ganha um lugar cimeiro na literatura portuguesa pelo movimento e riqueza que imprime à sua escrita, numa linguagem quase cinematográfica, nomeadamente nos capítulos onde situa as personagens e os acontecimentos de 1383-1385.

Livro de Tombo dos bens e direitos reais em Lisboa e seu termo

1421 a 1422. Portugal, Torre do Tombo, Contos do Reino e Casa, Núcleo Antigo 314 , f. 20.

Trata-se do registo de bens (casas, tendas, vinhas, olivais e outras heranças) pertencentes aos reis, organizado de acordo com a malha urbana da cidade.

Escrituras mandadas trasladar por Fernão Lopes, escrivão da câmara do infante D. Fernando e guarda-mor das escrituras e chaves do Tombo do rei, a requerimento de João de Ornelas, escrivão dos Contos d’el-Rei em Lisboa.
Parte destas escrituras destinavam-se a ser ‘compridoiras’ no Almoxarifado de Lisboa.
Os traslados foram tirados de livros de registo de D. Afonso, conde de Bolonha, D. Dinis, D. Afonso IV, D. Pedro e D. Fernando.
O livro foi entregue nos Contos da cidade de Lisboa.
Contém também os forais de Arruda, Azambuja, Lisboa, Lourinhã e Vila Verde.
Francisco Nunes Franklin na obra “Memória para servir de índice dos Forais das Terras do Reino de Portugal e seus Domínios”, designa-o como “Livro I dos Bens dos Próprios dos Reis e Rainhas”.

 

Certidão do foral dado pelo rei D. Sancho II ao concelho de Abreiro, em Trás-os-Montes

1439. Portugal, Torre do Tombo, Gavetas, Gav. 15, mç. 8, n.º 10.

O documento apresenta a assinatura de Fernão Lopes.

 

Provisão de D. João I mandando dar da Torre do Tombo os traslados de papéis e escrituras pertencentes ao Mosteiro de São Miguel de Vilarinho, em especial de uns casais que estão na freguesa de São João das Caldas de Vizela

1422-08-18. Portugal, Torre do Tombo, Colecção Especial, cx. 33, n.º 15   

Faz referência à “[…] nossa torre do castelo da cidade de Lisboa onde estão as nossas escrituras do tombo […]”, e a um livro achado numa arca onde jazem os livros das inquirições dos dinheiros e reguengos.
Apresenta o sinal de Fernão Lopes, que no documento é referido como “[…] escrivão dos nossos livros que tem carrego das ditas nossas escrituras […] e de guardar as chaves das ditas escrituras […]”.
Selado com o selo dos Contos da cidade de Lisboa, de cêra em cocho de cêra, pendente por trancelim de fios brancos, azuis e encarnados. Tem a assinatura de Fernão Lopes.

  

 

Traslado do foral de Mirandela passado por Fernão Lopes ao procurador daquela vila 

28-10-1428. Portugal, Torre do Tombo, Gavetas, Gav. 15, mç. 9, n.º 25.

O documento apresenta a assinatura de Fernão Lopes.

 

Livro preto de Grijó

1452-06-18. Portugal, Torre do Tombo, Cónegos Regulares de Santo Agostinho, Mosteiro do Salvador de Grijó, liv. 49, f. 20.

Cópia em pública forma mandada passar por D. Afonso V a Fernão Lopes, que tinha o encargo de guardar as escrituras na Torre do Castelo, na sequência do requerimento do prior D. João, do Mosteiro de Grijó.
O nome deste códice advém da cor da antiga encadernação que o envolvia. Registo confirmado em todas as colunas pelo guarda-mor e assinado por ele

Como “Chronista Mór do Reino”, Fernão Lopes explicita no Prólogo da Crónica de D. João I o trabalho escrupuloso posto na procura da verdade dos factos que fundamentasse a sua escrita.
A sua narrativa não se faz sobre rumores da tradição oral e na narração das linhagens antigas, antes assenta sobre o rigor dos documentos escritos e o confronto de versões, colhendo, na influência do rigor dos seus ofícios de tabelião-mor e de guardador das escrituras do tombo, a exatidão e minúcia da escrita.

Porque escrevendo o homem do que não é certo, ou contará mais curto do que foi, ou falará mais largo do que deve; mas mentira em este volume, é muito afastada da nossa vontade. Ó! Com quanto cuidado e diligência vimos grandes volumes de livros, de desvairadas linguagens e terras; e isso mesmo públicas escrituras de muitos cartórios e outros lugares, nas quais depois de longas vigílias e grandes trabalhos, mais certidom haver não podemos da conteúda em esta obra. 

 

Auto de Aclamação de D. João I

Coimbra, 06-04-1385. Portugal, Torre do Tombo, Gavetas, Gav. 13, mç. 10, n.º 12.

Este documento testemunha a aclamação de D. João I, Mestre de Avis, como rei de Portugal, eleito pelo Clero, Nobreza e Povo, nas Cortes de Coimbra de 1385, descrevendo os factos históricos que levaram à sua eleição.
Contém várias assinaturas, sinais de tabelião e dez selos de cera pendentes, por cordões de algodão castanho.

 

Carta de tença anual a Fernão Lopes pelo trabalho de pôr em crónica as histórias dos reis passados

Santarém, 19-03-1434. Portugal, Torre do Tombo, Chancelaria de D. Afonso V, liv. 19, f. 22.

Confirmada em Almada a 3 de junho de 1439.

 

Crónica de D. João I: primeira parte, por Fernão Lopes

[15–]. Portugal, Torre do Tombo, Crónicas n.º 8.

 

Crónica de D. João I: primeira parte, por Fernão Lopes 

[15–]. Portugal, Torre do Tombo, Crónicas n.º 11.

Em 1853, a 13 de Junho, esta crónica foi entregue ao guarda-mor da Torre do Tombo, Bispo-Conde, frei Francisco de São Luís, por doação de Francisco Manuel Trigoso de Aragão Mourato, conselheiro de Estado e par do reino, tendo pertencido à biblioteca de seu pai e seu bisavô, de apelido Magalhães Homem.

Crónica de Fernão Lopes copiada por Álvaro do Couto de Vasconcelos que assina no fólio 351 v.

 

Crónica de D. João I: segunda parte, por Fernão Lopes

[15–]. Portugal, Torre do Tombo, Crónicas n.º 12.

Crónica de Fernão Lopes copiada por Álvaro do Couto de Vasconcelos.

 

Crónica de D. João I: primeira e segunda partes, por Fernão Lopes. 

[15–]. Portugal, Torre do Tombo, Crónicas n.º 15

 

 

Crónica de D. João I: segunda parte, por Fernão Lopes

[15–]. Portugal, Torre do Tombo, Crónicas n.º 13

 

Carta pela qual Fernão Lopes, por ser já muito velho e fraco, é, a seu prazimento, substituído na guarda das escrituras do tombo por Gomes Eanes de Zurara

Lisboa, 6 de junho de 1454. Portugal, Torre do Tombo, Chancelaria de D. Afonso V, liv. 10, f. 30

Descubra mais na TT…

  • “Crónicas portuguesas antigas”, por Fernão Lopes e Rui de Pina. Portugal, Torre do Tombo, Crónicas, n.º 28.
  • “Crónicas portuguesas antigas”, por Fernão Lopes e Rui de Pina. Portugal, Torre do Tombo, Crónicas n.º 29
    “Crónicas portuguesas antigas”, por Fernão Lopes. Crónicas de D. Pedro I e D. Fernando. Portugal, Torre do Tombo, Crónicas n.º 30
    Crónica de D. João I: primeira parte, por Fernão Lopes. Portugal, Torre do Tombo, Crónicas n.º 8
    Fragmento de folha de manuscrito das 1.ª e 2.ª partes da Crónica de D. João I, de Fernão Lopes. Portugal, Torre do Tombo, Fragmentos, cx. 5, mç. 3, n.º
  • Fragmento de folha de manuscrito das 1.ª e 2.ª partes da Crónica de D. João I, de Fernão Lopes. Portugal, Torre do Tombo, Fragmentos, cx. 5, mç. 3, n.º 2
  • Fragmento de folha de manuscrito das 1.ª e 2.ª partes da Crónica de D. João I, de Fernão Lopes. Portugal, Torre do Tombo, Fragmentos, cx. 5, mç. 3, n.º 3.
  • Fragmento de folha de manuscrito das 1.ª e 2.ª partes da Crónica de D. João I, de Fernão Lopes. Portugal, Torre do Tombo, Fragmentos, cx. 5, mç. 3, n.º 4.
  • Fragmento de folha de manuscrito das 1.ª e 2.ª partes da Crónica de D. João I, de Fernão Lopes. Portugal, Torre do Tombo, Fragmentos, cx. 5, mç. 3, n.º 5.
  • Certidão extraída da Torre do Tombo da inquirição feita a respeito das honras e devassas do julgado de Penela e outros lugares.1420/12/05. O documento apresenta a assinatura de Fernão Lopes, guarda-mor da Torre do Tombo. O escrivão foi Gonçalo Anes. Portugal, Torre do Tombo, Gavetas, Gav. 8, mç. 3, n.º 3.
  • Certidão extraída da Torre do Tombo a requerimento de Fernão de Sá, alcaide do Porto, com o teor de escrituras pertencentes ao castelo da Feira e seus direitos. 1435/10/06. O documento apresenta a assinatura de Fernão Lopes, vassalo do rei e guarda das escrituras e estava selado com o selo dos contos da cidade de Lisboa. O escrivão foi Afonso Peres. O documento encontra-se cosido, permitindo estabelecer/garantir a sequência das partes em que se encontra dividido o suporte. Tem vestígio de selo pendente por trancelim de fios azuis e brancos. Portugal, Torre do Tombo, Gavetas, Gav. 8, mç. 3, n.º 8.
  • “Chronica del rey dom Pedro deste nome o primeiro e dos reis de Portugal ho oytavo. Chronica del rey dom Fernando [ …] rey de Portugal e ho primeiro deste nome”.1420/1430. Portugal, Torre do Tombo, Manuscritos da Livraria, 496.
  • “Crónica do rei D. Fernando o noveno rei de Portugal e o primeiro deste nome”. Portugal, Torre do Tombo, Manuscritos da Livraria, n.º 604.
  • “Crónicas do rei D. Pedro, deste nome o primeiro e dos reis de Portugal o oitavo e do rei D. Fernando, deste nome o primeiro e dos reis de Portugal o nono, compostas por Fernão Lopes. Foram copiadas dos seus próprios originais que estavam na Livraria do Cartório da Companhia de Jesus e eram do uso do senhor cardeal rei D. Henrique que ao dito Colégio de Évora as aplicou”. Portugal, Torre do Tombo, Manuscritos da Livraria, n.º 980.
  • Carta de D. João I, rei de Portugal, dirigida a Diogo Álvares, comendador de Noudar, com a referência a documentos sobre a mesma vila que se encontravam na torre do castelo de Lisboa e que foram procurados e conferidos por Fernão Lopes. 1423-05-10. Portugal, Torre do Tombo, Ordem de Avis e Convento de São Bento de Avis, mç. 10, n.º 863.
 Veja a folha de sala da exposição

 

 … e na Biblioteca da Torre do Tombo

  • LOPES, Fernão – Chronica del Rey D. Ioam I de Boa Memoria e dos reys de Portugal o decimo / composta por Fernam Lopez. Em Lisboa: Antonio Alvarez, 1644. 2 v. ; 28 cm. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SP 352 CF e 353. 

 

  • LOPES, Fernão – Crónica de D. Fernando. Edição crítica, introdução e índices de Giuliano Macchi. 2ª. ed. rev. Lisboa: Imprensa Nacional, Casa da Moeda, 2004. ISBN 972-27-1252-7. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, 94 (469).
  • LOPES, Fernão – Primeira parte da Crónica de D. João I, por Fernão Lopes. S.l.: Arquivo Histórico Português, 1915. LXX, 388 p.. Transcrição de documentos do ANTT: Crónica de D. João I. Carta de tença anual a Fernão Lopes pelo trabalho de pôr em crónica as histórias dos reis passados. ANTT, Chancelaria de D. Afonso V, livro 19, f. 22. Testamento do infante D. Fernando, escrito por Fernão Lopes. Carta de tença a Nuno Martins, filho de mestre Martinho, físico do infante D. Fernando. Carta da substituição de Fernão Lopes por Gomes Eanes de Zurara na guarda das escrituras do tombo. Legitimação de Nuno Martins, neto de Fernão Lopes. Carta régia, legitimando Nuno Martins a dispor livremente dos bens de Fernão Lopes. Certidões passadas a Fernão Lopes. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SV 921.
  • LOPES, Fernão – Crónica de D. João I: primeira parte. Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses; José Manuel Garcia. Alfragide: Ediclube; Madrid: SAEPA, D.L. 1995. 2 v. 1º vol.: Exemplar Nº 1. CNCDP. Fac-simile de um códice existente na Biblioteca Nacional de Madrid (Mss. Vitr. 25-8). [1º v.]: Fac-simile do códice iluminado da Biblioteca Nacional de Madrid (Vit. 28-5)/CNCDP; Vasco Graça Moura. [2º v.]: Estudos e transcrição paleográfica /apresent. José Manuel Garcia; estudos introd. Maria Ângela Beirante, Pedro Dias; leitura paleográfica João Alves Dias. ISBN 84-408-0234-X (O. c.). 84-403-0232-3. ISBN 84-408-0233-1. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SV 2105/06.
  • LOPES, Fernão – Chronica del Rey D. Ioam I de Boa Memoria e dos reys de Portugal o decimo/composta por Fernam Lopez. Em Lisboa: Antonio Alvarez, 1644. 2 v. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SP 352 C.F. 353 C.F.
  • LOPES, Fernão – Crónica de D. Pedro. Edição crítica, introdução de Giuliano Macchi. 2ª. ed. revista. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2007. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SV 835/07.
  • Memórias da Academia das Ciências de Lisboa. Classe de Letras. Lisboa: A.C.L., 1935.
  • As certidões da Torre do Tombo no tempo do Guarda-Mor Fernão Lopes.  Anais das Bibliotecas e Arquivos. Lisboa, Vol. 11, 1937. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SV 4023, SV 4028, SV 5230 (Tomo 7), SV 5809 (Tomo 8), SV 7124 (Tomo X), SV 8796 (1-5) (Tomo XI-XV).
  • LOPES, Fernão – Chronica de el-rei D. Pedro I. Lisboa: Escriptorio, 1895. (Bibliotheca de classicos portuguezes). Biblioteca Canedo. Ex-libris de Fernando Canedo e sua mulher, com os respectivos brasões de armas. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, BC 10402.
  • LOPES, Fernão – Crónica de D. João I. Lisboa: Escriptorio, 1897-1898. (Bibliotheca de clássicos portugueses). 7 Volumes contidos em dois Tomos. Biblioteca Canedo. – Ex-libris de Fernando Canedo e sua mulher, com os respectivos brasões de armas. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, BC 10403 (1-7).
  • MADAHIL, António Gomes da Rocha – Registo arquivístico de uma nova certidão de Fernão Lopes, de 1436, para a Ribeira Lima. Braga: Livr. Cruz, 1954. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SV 5776 (20)
  • PERES, Damião – D. João I. Lisboa: Livraria Ferin, 1917. (Grandes vultos portugueses; 5). – Transcrição de documentos do ANTT: Crónica de D. João I e D. Pedro (Fernão Lopes); Crónica de D. Duarte (Rui de Pina). Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SV 6096.
  • BASTO, Artur de Magalhães – Estudos: cronistas e crónicas antigas: Fernão Lopes e a “crónica de 1419”. Coimbra: Universidade, 1959. Sep. Acta Universitatis Conimbrigensis. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SV 8089.
  • LOPES, Fernão – Kroniki królewskre. Wybór Przeklad i Slowo Wstepne Janina Z. Klave. Warszawa: Panstwowy Instytut Wydwniczy, 1983. ISBN 83-06-00803-0. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SV 9011.
  • MALEVAL, Maria do Amparo Tavares – Fernão Lopes e a retórica medieval. Niterói: Editora da Universidade Federal Fluminense, 2010. Estante Medieval; ISBN 978-85-228-0564-8. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SV 266/10.
  • LOPES, Fernão – Quadros da Crónica de D. João I. Selecção, notas e pref. Rodrigues Lapa. 12.ª ed. Lisboa: Seara Nova, 1973. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SEC 2375.
  • LOPES, Fernão – Chronica del Rey D. Pedro I deste nome, e dos de Portugal o oitavo cognominado o Justiceiro na forma em que a escreveo Fernão Lopes… /copiada fielmente do seu original antigo… pelo Padre Jozé Pereira Bayam…. Lisboa: na Off. de Pedro Ferreira, 1760. [12], 290, [1] p. Página de título http://patrimonia.porbase.org/hg-20265-p/hg-20265-p_y-01_rosto_t24-C-R0150.jpg. Pert.: Biblioteca da Real Casa de S. Vicente. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SP 350.
  • Fernão Lopes. Organizado por Agostinho de Campos. Lisboa: Bertrand, 1921-1922. 3 vols. (Antologia portuguesa). Vol. 1 Crónicas de D. Pedro e D. Fernando. 1921.LXXVI, Vol. 2 Primeira parte da crónica de D. João I. 1922. LXXXVIII, Vol. 3: Primeira crónica de D. João I. 1922. LXXIII, 250, VIII. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SEC 6722.
  • Relação dos escritos da autoria de António Baião referentes à Torre do Tombo ou aos seus guarda-mores. Lisboa: Academia das Ciências de Lisboa, 1969. “Memórias da Academia das Ciências de Lisboa. Classe de Letras. Tomo XI, pp. 102-103 (1969)”. Contém: As certidões da Torre do Tombo no tempo do guarda-mor Fernão Lopes. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SV 8796 (2).
  • SILVEIRA, Luís – Notícias e observações acerca de vários manuscritos. Anotações à colecção de pergaminhos do ANTT: Colecção Especial. Os manuscritos das “Crónicas de Fernão Lopes” da Biblioteca Pública de Évora e da Biblioteca Estadual de Hamburgo. Nótulas sobre alguns pergaminhos do Arquivo Nacional. In: Ethnos. 2 (1942) PTANTT. Portugal, Torre do Tombo, Biblioteca, SV 3873.
Última Actualização: 2 de Novembro de 2018
Arquivo Nacional Torre do Tombo