Saltar os Menus

História Local

Fazer a história de uma localidade ou região implica recuperar memórias disseminadas por um conjunto de vestígios onde o espaço e as sociedades se inscrevem.
Face à diversidade dos temas possíveis de abordar, em consonância com a trajectória da vida das comunidades, a investigação é complexa, exigindo que se percorram arquivos, bibliotecas, museus, etc., ou seja todos os locais onde a memória da presença humana se encontra preservada.
Antes mesmo de se procurar um documento de arquivo, e a fim de se obter uma visão de conjunto e se gizarem os contornos do estudo que se pretende fazer, importa conhecer, desde logo, a bibliografia já publicada sobre a localidade ou região, recorrendo, em primeira instância, a obras de índole geral, tais como enciclopédias e dicionários.
De entre outras, consideramos de uma enorme utilidade as seguintes obras de síntese e de referência:

Dever-se-á, em seguida, inventariar a bibliografia especializada, com especial destaque para as monografias.
A identificação de documentos de arquivo exige que a investigação se processe em vários fundos. O Arquivo Nacional da Torre do Tombo dispõe de um instrumento indispensável ao investigador, que simultaneamente lhe permite a selecção dos fundos arquivísticos e o orienta no acesso aos documentos, através da indicação dos respectivos IDD (Instrumentos de Descrição Documental). Trata-se dos volumes do Guia Geral dos Fundos da Torre do Tombo, reportando-se às Instituições desde o Antigo Regime, à actualidade, instituições eclesiásticas, fotografia.
No contexto de uma abordagem global, merece-nos uma referência especial o manuscrito conhecido por Memórias Paroquiais de 1758, organizado alfabeticamente por freguesias. Os índices L 321 e L  712 , remetem  para a localidade pretendida. Pode consultar aqui o novo Memórias Paroquiais: índice (L 712).

Os forais, cuja importância e interesse são por demais reconhecidos, encontram-se dispersos por diversos fundos e colecções, tais como Chancelarias Régias, Gavetas, Leitura Nova, etc. Torna-se, pois, de primordial valor o contributo de Francisco Nunes Franklin, cuja obra Memórias para servir de índice dos forais (…) fornece todas as indicações necessárias. A referida obra encontra-se na Sala de Referência à disposição dos leitores (L 483) e também o pode consultar aqui.

Para um estudo mais detalhado revestem-se de grande interesse os seguintes fundos e colecções documentais, existentes no Arquivo Nacional da Torre do Tombo, e aos quais se pode facilmente aceder percorrendo os respectivos instrumentos de descrição disponíveis:

Para representações iconográficas sugerimos a consulta dos fundos e colecções seguintes:

Última Actualização: 9 de Agosto de 2016