Saltar os Menus

Reprodução

O serviço de reprodução é a unidade responsável por fazer reprodução de documentos do acervo à guarda do Arquivo Nacional Torre do Tombo, contribuindo assim para a salvaguarda e valorização do património arquivístico nacional. Reproduz documentos na íntegra com o objectivo de retirar os originais de circulação, inviabilizando assim o contínuo manuseamento e irreparável desgaste, substituindo-os por novos suportes. Também actua na vertente da difusão, na medida em que as reproduções geradas, são utilizadas para vários fins de carácter cultural, seja para viabilizar o acesso através do nosso sítio na internet ou para publicações várias, de carácter científico e cultural ou ainda trabalhos académicos.

O serviço de reprodução trabalha em 3 suportes, papel, microfilme e mais recentemente o suporte digital, para isso dispondo de vários serviços interligados, desde logo o Balcão de Atendimento. Aí, os nossos utilizadores são aconselhados tendo em conta a melhor opção para reprodução considerando o fim a que se destina.

O serviço de microfilmagem onde é efectuada a captura das imagens em microfilme de 35 mm, seguindo todas as normas ISO para a elaboração de microfilmes, um laboratório de revelação e duplicação e um rigoroso processo de controlo de qualidade, onde é garantida a integridade da informação e a durabilidade do suporte, conferindo ao microfilme o valor probatório.

O serviço de fotocópia em papel com equipamentos que possibilitam a impressão em papel a partir de microfilme e equipamentos planetários sem prensa para a impressão em papel a partir dos documentos originais, respeitando a integridade física dos documentos.

O serviço de digitalização, também com equipamentos que possibilitam a digitalização a partir de microfilmes, suportes fotográficos e documentos originais. O serviço de reprocução possui equipamentos adequados à documentação de arquivo e suas especificidades, com vários formatos desde A5 até A0, suportes em papel e pergaminho, livros diversos e documentação solta, etc.

Sempre atento a necessidade de normalização no que diz respeito à captura, tratamento, acondicionamento e armazenamento de imagens, procurando assumir um papel de destaque e pioneiro nas tecnologias de transferências de suporte e informação, procurando assim garantir um bom índice de qualidade dos produtos fornecidos, bem como a eficiência dos serviços prestados, tentando fornecer em tempo útil as reproduções solicitadas, sem colocar em causa a integridade física dos documentos.

Foi aprovado por Despacho 6852/2015, o novo regulamento de reprodução de documentos aplicável ao Arquivo Nacional da Torre do Tombo e a todos os arquivos dependentes da DGLAB. Este diploma entra em vigor a partir de 1 de julho.

Última Actualização: 29 de Junho de 2015